33 semanas e um bebê na posição transversa.

E hoje, finalzinho da trigésima segunda semana, uma USG com Doppler revelou que o João Lucas está lindão e super saudável. O único "problema" é que o safadinho, que não pára um minuto está na posição transversa (apresentação córmica), que é uma indicação real para realização de uma cesárea.
(João está exatamente assim, olhando pra cima)

Segundo a médica, meu útero super relaxado e sem ajuda do reto abdominal (lembram da minha diástase?) faz uma anatomia que não favorece a virada do bebê. "Ah, vai, filho! Você tem tempo e espaço pra terminar de virar. Faz isso por nós dois... please!" Continuo sonhando com um parto natural.
A médica me aconselhou a usar continuamente a "faixa" de grávida. Que me ajuda a suspender um pouco a minha barriga que é grande, baixa e pontuda. Abençoa, Jesus! 

A tal "faixa de grávida" que eu falo nada mais é que um suporte que promete aliviar o desconforto causado pelo peso da barriga. Comprei a minha na ocasião do enxoval, em Orlando. Escolhi pela facilidade de colocar e tirar, pelo conforto e preço. Nem sei afirmar se realmente, esse modelo era o mais indicado pra mim. Custou $69,00 mais taxa, na Macy's. 

Modelo Upsiebelly da marca Belly Bandit.



Então, é isso! Vamos que vamos que falta muita mas falta pouco, muito pouco!

Beijos e beijos
Elene Lima



Comentários